Close

Ainda não é membro? Registre-se agora para iniciar.

lock and key

Entre na sua conta.

Entrar na Conta

Esqueceu a sua senha?

José Ernesto Belizário

Titulação: Professor Associado
Laboratório: Laboratório de Biologia Celular e Molecular
Telefone: 55 (11) 3091-7318
E-mail: jebeliza@usp.br
Lattes:

Linha de Pesquisa

Biologia celular e molecular de tumores malignos.

Descrição

As pesquisas do laboratório tem por meta entender o mecanismo de ação da proteína DCD (Dermicidina), uma proteína de 11 kDa secretada no suor e em fluídos biológicos, que pode funcionar como um peptídeo antibiótico e como um fator de crescimento e resistência à morte celular. São usados métodos bioquímicos (espectrometria de massa), biofísicos e genômicos (sequenciamento de última geração de RNA e DNA) e modelos celulares e camundongos geneticamente modificados para avaliar a participação da DCD em processos moleculares associados à iniciação e progressão de cânceres da mama e da pele (melanomas).
O laboratório investiga os mecanismos pelos quais a DCD regula a expressão dos receptores ERBB/HERs e seus ligantes e a resposta celular a Herceptina, um anticorpo monoclonal humanizado contra o receptor HER2. Neste estudo são usadas várias linhagens de células epiteliais da mama com HER2-amplificada, na qual a expressão de DCD foi aumentada ou suprimida por RNAi. Estão sendo feitas análises imuno-histoquímicas e epidemiológicas para avaliar a expressão das proteínas DCD e receptores ERBB/HERs em espécimes de tumores dos subtipos basal, luminal e HER2 positivo e a associação destes marcadores como a sobrevida dos pacientes e resistência a Herceptina e quimioterapia.
A linhagem de melanoma humana G-361 células apresenta a mutação V600E na proteína BRAF e superexpressão do gene DCD e vem sendo usada como modelo para estudar as vias de sinalização induzidas pelas proteínas BRAF / RAS / MEK e DCD no melanoma. Neste estudo, camundongos Nude xenotransplantados com melanomas são avaliados quanto a resposta ao tratamento com anticorpos policlonais e / ou shRNA que bloqueiam a ação da DCD e o fármaco Vemurafenib (Zelboraf) que bloqueia a atividade serino-treonina quinase da BRAF mutada. Estudos clínicos e epidemiológicos entre a expressão de DCD e a sobrevida global de pacientes com melanoma mostraram que a expressão DCD positiva correlaciona-se com incidência de metástases à distância e menor tempo de sobrevida dos pacientes.

Principais Trabalhos Desenvolvidos

  • Garay-Malpartida JM, Occhiucci J, Alves J, Belizário JE (2005). CaSPredictor: a computer based tool for caspase substrate prediction. Bioinformatics vol. 21: i169-176.
  • Belizário JE, Alves J, Garay-Malpartida M, Occhiucci JM, Sesso A (2007). A mechanistic view of mitochondrial death decision pores (review). Braz J Biol Med Res vol. 40 (8): 1011-1024.
  • Majczak GA D, Garay-Malpartida M, Medrano F J, Lilla L, Nucci G, Belizário JE (2007). Prediction and biochemical characterization of intrinsic disorder in the structure of human proteolysis-inducing factor/dermcidin protein. Genet Mol Res 6: 1000-1011
  • Moreira DF, Strauss B, Vannier E, Belizário JE (2008). Genes up and down regulated by dermcidin in breast cancer: a microarray analysis. Genetic and Molecular Research 7(3): 925-932.
  • Belizário JE, Alves J, Garay-Malpartida M, Occhiucci J (2008). Coupling caspase cleavage and proteasomal degradation of proteins carrying PEST motifs (review). Cur Prot Pept Science 9: 210-220.
  • Alves J, Wurdak H, Garay-Malpartida HM, Harris J, Occhiucci JM, Belizário JE, Li J (2009). TAF15 and the leukemia-associated fusion protein TAF15-CIZ/NMP4 are cleaved by caspases-3 and -7. Bioch Bioph Res Comm 384: 495-500.
  • Belizario JE (2011). Pathogens and dead cells cooperate with cytokines in activating the innate and adaptive response (review). Eur J Inflammation 9(1):1-11.
  • Belizario JE (2013). The humankind genome: from genetic diversity to the origins of human diseases. Genome 56: 705–716 (2013) dx.doi.org/10.1139/gen-2013-0125.

Trajettoria Tecnologia da Informação